“Visões do Paraíso” da artista Eunice de Alencar Guimarães Vianna na Casa da Cultura Polônia Brasil.

("Cabala", óleo sobre tela em pontilhismo - 88x66, ano 1964)

(“Cabala”, óleo sobre tela em pontilhismo – 88×66, ano 1964)

A Casa da Cultura Polônia Brasil e o Consulado Geral da República da Polônia convida a todos para a abertura da exposição “Visões do Paraíso” de Eunice de Alencar Guimarães Vianna que acontecerá nesta sexta 22 de julho de 2016 às 19h na sede da instituição, na capital paranaense.

Com produção da também artista plástica Marcia Széliga e apoio de parceiros institucionais, a exposição estará aberta à visitação pública de 25 de julho a 16 de setembro, oportunidade excelente para conhecer e adquirir obras da artista paranaense nascida em Paranaguá e radicada, anos mais tarde, em Curitiba.

 

Sobre a Artista
Eunice de Alencar Guimarães Vianna Eunice de Alencar Guimarães Vianna, bisneta de Visconde de Nacar, foi uma  artista autodidata por excelência.

Irmã de Eleuther de Alencar dos Guimarães Vianna, grande estilista modelista,  nonagenário, que tem vestido com elegância, dedicação e esmero a alta sociedade  curitibana com trajes de gala e luxuosos vestidos de noivas, com o refinamento  de uma Moda de extremo bom gosto, trazem uma história riquíssima de toda a  linhagem de família.

Nascida a 10 de agosto de 1909, em Paranaguá, foi filha de João Rodrigues Vianna e Erina Braga Guimarães de Alencar Guimarães Vianna, esta, filha de Angélica Braga Guimarães e Leonel de Alencar Guimarães, por sua vez filho de Bárbara Augusta de Alencar Guimarães e Manoel Antônio Guimarães Filho, filho de Maria Clara Correia Guimarães e Manoel Antônio Guimarães, o Barão e, posteriormente, o Visconde de Nácar.

Aos 7 anos de idade estudou no Colégio interno das Freiras do Cajuru, em Curitiba, permanecendo até os 18 anos de idade. Nunca aprendeu desenho ou pintura, mas em 1951, com o falecimento de seu pai, recebeu uma herança com a qual comprou uma livraria em Paranaguá e lá começou a se dedicar à pintura, estudando os livros de arte e desenvolvendo a policromia através da técnica do pontilhismo com a pintura a óleo.

Vivendo então no Casarão Histórico da família em Paranaguá, juntou-se a um grupo de artistas, dedicando-se cada vez mais à pintura, trazendo temas diversificados como flores, peixes, aves, santos e figuras folclóricas.

Em 1976 foi trazida por seu irmão Eleuther à Curitiba, passando a morar no edifício da Rua Mariano Torres, onde também está o atelier de costura deste grande estilista.

Participou de várias exposições como o Salão de Artes do Círculo Militar, quando recebeu o prêmio de Menção Honrosa em 1984 e do salão Paranaense.

Faleceu no ano de 1998, aos 89 anos de idade, deixando um riquíssimo acervo. Deste acervo 30 de suas obras, a Casa da Cultura Polônia Brasil tem o privilégio de apresentar à sociedade como um evento artístico, e de revelar mais uma parte do patrimônio da importante e respeitosa família Alencar Guimarães Vianna que fazem a história de Paranaguá e Curitiba.

 

Serviço:

Exposição “Visões do Paraíso” de Eunice de Alencar Guimarães Vianna

Onde: Casa da Cultura Polônia Brasil

Rua Ébano Pereira, 502 – Centro – Curitiba – PR

Quando: de 25 de Julho a 16 de Setembro, (de segunda à sexta das 14 às 17hs / Fechado aos sábados e domingos)

Entrada Gratuita, aberta a todos os públicos.

*As obras estarão à venda, podendo ser pagas com cheque, dinheiro, cartão de débito ou crédito.

Para mais informações: contato@poloniabrasil.org.br – fone: (41) 3088-0708

 

***